Desisti, de ser pra você o que eu sempre quis pra mim. Chega de querer me moldar a tuas exigências. Eu tenho o amor mais lindo do mundo, mas se você não enxerga isso, problema seu. Eu fui seu escape, hoje sou meu próprio alicerce.
Quando conheci Esteban.   (via toormentas)

(via trovoar)


Não fui, na infância, como os outros
e nunca vi como outros viam.
Minhas paixões eu não podia
tirar de fonte igual à deles;
e era outra a origem da tristeza,
e era outro o canto, que acordava
o coração para a alegria.
Tudo o que amei, amei sozinho.
Edgar A. Poe   (via cantamor)

(via cantamor)


Eu sou aquela pessoa que diz pra todo mundo ter fé, ser forte e acreditar. Mas olha pra mim, eu estou um caco.
Cartas para Deus.  (via alentador)

(via alentador)


É muito difícil você conviver diariamente rodeado de problemas internos e externos que nunca se resolvem. Uma rotina estressante que te consome a cada minuto. Reclamações. Desejos não saciados. Planos quebrados e os cacos ficando pelo caminho. Gargalhadas com som de ‘socorro’ que ninguém consegue decifrar. Na verdade, nem eu sei se quero que alguém decifre os meus problemas, os meus devaneios, ou quem eu realmente sou. Afinal, quem sou eu mesmo?
Recontador.   (via florestares)

(via florestares)


Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.
Nelson Mandela  (via focalizador)

(via focalizador)


Colei aquele “Eu amo você” no espelho. É pra mim mesmo.
Caio F. Abreu.  (via alentador)

(via alentador)


Seja sempre forte, não como as ondas que tudo destroem, mas sim como as rochas que tudo suportam.
Livro de Frases e Poesias Scarlat (via desalojado)

(via desalojado)


Ela vai voltar, rapaz, e vai voltar mais bonita. É incrível como elas sempre voltam mais bonitas! Eu já vi essa história com outros amigos, você não é o único que “bebeu demais”, “fez sem querer”, “acordou arrependido, mas não dormiu na vontade” e “não é nada disso que você está pensando”. Ela não é a única que ligou a noite inteira sem ninguém atender. A juventude é uma perdição, eu sei, meu avô conta que desde os tempos dele é assim quando as moças colocavam aqueles vestidos até o meio das canelas, sapatinhos discretos, tiara na cabeça, cabelos bem estruturados e iam para a praça mais próximo na tarde de domingo. “Flertes”, dizia ele. Com um olhar ou uma jogada de cabelo lá estão elas! Mulheres e mistérios é um caso tão, mas tão antigo, que as explicações se perderam em um século distante demais para ser comentado. Uma complexidade além dos tempos. Ela vai fazer uma incursão pelo mundo, conhecerá desde belas ilhas da Grécia até aquela vila desconhecida de um país mais desconhecido ainda. Você saberá pelos amigos uma coisa ou outra, acompanhará nas mil redes sociais algumas fotos que ela deixará aparecerem, porque ela é discreta, vale o registro. Ela vai ter cursado uma faculdade, largado outra, feito milhares de amigos novos e continuar com aquele jeito despreocupada de andar. Se ela namorou esse tempo todo? Você jamais saberá. Eles dizem por aí que quando mulher se apaixona mesmo, mas pra valer, ela guarda para si o segredo do resto do mundo. Ela deixa escapar o que quer, mas as declarações de verdade ninguém vê. Estão certas, então, as mulheres: sabem que o amor bonito é o que suporta o silêncio do olhar. Homem não entende isso, ou entende tarde demais, ou não é paciente, ou esquece. Então, boa sorte, talvez ela tenha namorado dez, talvez nenhum, nem os amigos sabem ao certo como funciona essa conta. Perceberá (porque nessa altura já repara em tudo que não reparava nela antes) que ela mudou um pouco o estilo, ficou melhor ainda, incrivelmente melhor. Outro mistério: não basta voltarem; elas voltam melhores. A ciência diz que isso é o tal hormônio da felicidade, que deixa a gente bonito, sabe? Mas não sei, cara, acontece unicamente com as mulheres. E você vai ver que ela fica cada vez mais linda, linda e linda… E, meu Deus, como perdeu essa mulher? Ninguém sabe. Você não deve ser o único na lista; babacas se multiplicam na vida feminina. E a verdade é que toda feliz ela voltará mesmo. Rapaz, ela vai voltar com aquele sorriso de quem é dona do mundo sem nem imaginar, pois elas nunca imaginam. Você, todo louco de amor, todo arrependido por anos atrás, cheio de saudade, anos de academia depois, anos de história depois, vai seguir achando que ela guarda no peito aquela mágoa de quando pegou você com a loirinha do cursinho. Pior ainda: você terá certeza absoluta de que tudo que ela quer ouvir é um pedido de desculpas para voltar aos seus fortes braços outra vez. E aí, meu rapaz, é só partir para o abraço, fazer a festa, comprar o anel e segue o baile! Mas esse é outro mistério que ninguém explica: como elas conseguem sem mais nem menos curar mágoa de homem cafajeste sem nunca ouvir um pedido de desculpas. E por isso ela voltará, mas nunca, nunquinha para você. Para outros cafajestes, certamente, mas não para a figurinha repetida. Porque esse é o último segredo que conto: elas sofrem com a rotina tediosa.
Camila Costa.  (via alentador)

(via alentador)


(via insta-hey)


eu te matei
pra me salvar
e acabei
me matando
de tanto amar.
Elisa Bartlett em "Duplo Homicídio". (via oxigenio-dapalavra)

(via k-alif)


Acho que me acostumei a ser só. Aliás sempre fui obrigado a me fingir de morto. Vivia trancado dentro do quarto, tendo que escutar tudo calado, presenciando o que eu não queria, me lamentando por tudo, até mesmo por existir. Enfim, sempre sofria e ninguém percebia. Mas nunca, jamais, durante toda minha vida, abrir minha boca para absolutamente nada, nadinha. Apanhava muito e me escondia para poder chorar. Carreguei esse vazio durante anos, por motivos que para muitos, não são nada, mas para mim são as marcas de todas as minhas cicatrizes internas e foram através delas que me transformei aos poucos em um ser ruim. Posso aparentar estar sempre mau humorado, isolado, ruim, grosso, frio, arrogante, que seja, até porque, o que esperam de um ser infeliz? Nunca disse exatamente do que se tratavam as dores que carrego aqui dentro do peito e até hoje sou assim. Sempre aguardando pelas noites para finalmente poder chorar, desabar completamente, mas baixinho, abafado, sempre com o rosto no travesseiro molhando ele todo, depois virava do outro lado e começava novamente. Eu sabia que na manhã seguinte, ele secaria e junto dele eu também, fingindo estar bem, enquanto tudo se sucedia diariamente.
Relatos de um solitário.  (via oxigenio-dapalavra)

(via oxigenio-dapalavra)


Você fuma? Diz que fuma, por favor. Eu tenho alergia. Tô tentando te estragar um pouco aqui antes de entrar nessa de cabeça. Exijo umas falhas tuas pra botar a insegurança em jogo. Quem sabe eu até desista antes de tentar. Mas você não tem cara de tragar todas essas substâncias garganta adentro. Tem cara de quem engole o choro. Destemida. Queria que você temesse tanto alguma coisa que fosse mais real perto de mim. Calma lá! Não é medo de comparação. Deve ter alguma aversão bacana que te faz pior que as outras pessoas. Se não tiver, eu invento, sei lá. Tô precisando mesmo achar alguma coisa estranha em alguma boa pessoa pra poder me projetar de novo dela. Quero planejar um campo minado de pequenas explosões tuas pra eu já ir preparando o meu peito pra aguentar a angústia de um grande amor perdido. Pra dizer que eu já sabia desde o início e que o meu pé atrás tava ali pra me avisar que cair de cabeça é o mesmo que se afundar. Coração em carne viva. Fratura exposta da fragilidade. Fica em cima do muro e não olha pra baixo de jeito nenhum. Porque eu vou ter mais medo de dar de cara contigo – se o olhar for sincero – do que de cair de alguma altura qualquer. Me diz o teu signo que eu vejo se a gente combina ou não. Vai ser papo pro primeiro encontro e pra primeira discussão. Na banca de jornais, um aviso sobre mim no seu horóscopo: ele é de lua, moça. Cuidado com a natureza contraditória do sentimento dele. Ele diz que quer ir embora enquanto grita com os olhos que ficaria por você. Mas tem um medo danado de admitir isso pra si mesmo. Rei da autossabotagem, moça. É bonito pra literatura e preocupante pra encontros marcados com datas regulares em dias úteis. Ele é de lua e vai inventar um monte de motivos pra cada fase dele – e pra não ter que encarar que gosta mesmo de você. Vai reinventar os Astros pra justificar que não era pra ser. Talvez não desse pra ser mesmo. Talvez fosse destino. Talvez eu só seja de lua. E não queira admitir o meu pavor em me ver feliz com você. Numa rua movimentada. Cobrindo o rosto com as mãos pra espantar o rubor. Querendo congelar aquele momento pra viver nele pra sempre. Ignorando todo e qualquer defeito – real ou inventado – que se projetasse na minha frente… Mas diz: cê fuma?
Daniel Bovolento.  (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)


Amei sozinho, sofri por dois.
Diego Castro.  (via bemaoseulado)

(via bemaoseulado)


E eu tinha medo disso. Que você fosse mais uma daquelas pessoas que passaram pela minha vida e me deixaram só pra mostrar o quanto eu fui idiota mais uma vez.
Joana Pires (via narrados)

(via narrados)


Se ele sentir sua falta, ele vai ligar. Se ele se importa com você, ele vai demonstrar. Não precisa cobrar. Se ele quer, ele faz. Se ele não faz, não ache que o problema é você. Apenas pare de gastar seu tempo com ele, porque ele com certeza não pretende gastar o tempo dele com você.
Tati Bernardi. (via enoitecer)

(via enoitecer)